Doria busca novos investimentos para SP no Fórum Econômico Mundial

20/01/2020 18h03

Governador mira reuniões com executivos estrangeiros e projeta aceleração da economia estadual com crescimento de 3{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501} no PIB em 2020

O Governador João Doria desembarca neste domingo (19) em Davos, na Suíça, para participar da Fórum Econômico Mundial. Acompanhado pelos Secretários de Estado Julio Serson (Relações Internacionais) e Patricia Ellen (Desenvolvimento Econômico), ele cumprirá extensa agenda internacional até o dia 24. O evento deve reunir cerca de 3 mil pessoas, entre chefes de Estado, líderes empresariais e integrantes da comunidade acadêmica de todo o mundo.

“Essa será a 50ª edição do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Fui convidado pelo terceiro ano consecutivo. Palestrei em 2018 e 2019 e agora em 2020. Registro, com muita honra, que sou o único representante do Executivo no Brasil que foi convidado três vezes sucessivas. Este é o mais importante encontro de líderes mundiais no âmbito privado e público”, declarou o Governador.

Será a primeira missão internacional do Governo de São Paulo em 2020 com o objetivo de atrair investimentos externos e impulsionar a economia estadual que, em 2019, teve crescimento projetado de 2,6{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501} – o dobro da estimativa para o PIB brasileiro, de acordo com a Fundação Seade.

Na edição do ano passado, em um único encontro, Doria garantiu cerca de R$ 7,5 bilhões de investimentos da Bracell em São Paulo. A gigante asiática do setor de celulose está expandindo a unidade em Lençóis Paulista, na região de Bauru. Durante o pico de implantação, a Bracell deve empregar até 7.500 trabalhadores.

Para o Fórum deste ano, estão previstos cerca de 32 encontros, além da participação do Governador e Secretários em seminários e reuniões para apresentação de projetos e ações do governo.

“Nossa agenda está focada prioritariamente em encontros com CEOs de multinacionais e na apresentação do programa de desestatização do Governo e os polos de desenvolvimento econômico de São Paulo”, afirmou o Secretário Serson.

Atualmente, o Governo de São Paulo tem 21 projetos de concessão e PPPs (Parcerias Público-Privadas) em andamento. A perspectiva é que o pacote gere investimentos da ordem de R$ 40 bilhões aos cofres paulistas. Os objetivos dos 12 polos de desenvolvimento econômico são identificar o aumento da produtividade da indústria, atrair investimentos, impulsionar a inovação e a geração de emprego e renda, reunindo na mesma região geográfica políticas para determinados setores produtivos.

Seminários

Os grandes destaques da agenda de Doria neste ano são os seminários.  Na quarta (22), o Governador discursa no Governors Meeting: Real Estate (Encontro de Governadores: Mercado Imobiliário), que acontece no Central Sporthotel de Davos e terá falas de Al Gore, ex-Vice-Presidente dos EUA e Presidente da Generation Investment Management, e Carlo Ratti, Diretor da Senseable City Laboratory.

No mesmo dia, Doria participa do Latin America: Reforming for Growth and Inclusion (América Latina: Reformas para o Crescimento e Inclusão), com palestras dos Presidentes Ivan Duque (Colômbia) e Lenin Moreno Gracés (Equador), do Ministro da Economia Paulo Guedes e de Marc Benioff (CEO da Salesforce).

O Shaping the Future of Cities, Infraestructure and Urban Services (Moldando o Futuro das Cidades, Infraestrutura e Serviços Urbanos) acontece no Congress Centre, com palestras de João Doria, Christian Ulbrich (CEO da JLL Jones Lang Laselle), Marie Lam-Frendo (CEO da Global Infraestructure Hub) e de Angel HSU (Professora da Yale-NUS College).

Encontros

Em cinco dias de viagem, a comitiva do Governo de São Paulo se reúne com Veronica Scotti, diretora global de Soluções para Setor Público do Grupo Swiss Re; Paula Santilli, CEO da PepsiCo América Latina; Mark Machin, Presidente e CEO da CPP Investment Board Canada – CPPIB; Anderson Tanoto, Diretor da RGE (Royal Golden Eagle); Simon Cooper, CEO da Standard Chartered Bank; e Jes Staley, CEO da Barclays; John Holland-Kaye, CEO do Heathrow Airport; Masayoshi Son, CEO da Softbank Group; Francesco Starace, CEO da Enel; Leif Johansson, presidente mundial da Astrazeneca.

Progresso sustentável

De 21 a 24 de janeiro, Davos recebe a 50ª edição do Fórum Econômico Mundial, sob o tema “Stakeholders Para um Mundo Coeso e Sustentável”. O programa do evento vai priorizar áreas como ecologia, economia, tecnologia e sociedade.

Assessoria de Imprensa
Secretaria Especial de Comunicação

Doria fala direto de Davos

Doria

Aluna de Medicina Veterinária é premiada na Conferência Anual ABRAVEQ

12/07/2024 15h39 O trabalho apresentado consiste em um caso atendido nas dependências da CLIVET (Clínica Veterinária da FAI) Por Jéssica Nakadaira Pelo segundo ano seguido,

Votação para o mascote oficial dos Jogos Universitários segue até o dia 2 de agosto

12/07/2024 15h32 O vencedor será premiado com dois Power Banks Por Jéssica Nakadaira O Centro Universitário de Adamantina, com o intuito de promover a criatividade

CIPA da FAI organiza Semana Interna de Prevenção de Acidentes de 17 a 19 de julho

12/07/2024 15h24 Realizada no Câmpus II, SIPAT 2024 tem parceria com Serviço de Apoio Psicopedagógico e Psicossocial (SAPP) Por Priscila Caldeira O Centro Universitário de

00:00