Lei de SP estabelece novas regras para gestão de resíduos sólidos gerados em eventos

24/10/2023 13h56

Iniciativa incentiva a atuação de cooperativas para reforçar a cadeia econômica de reciclagem

Ter, 24/10/2023 – 8h38 | Do Portal do Governo


(Crédito: iStock)

A gestão dos resíduos sólidos conta agora com novas diretrizes. A lei 17.806/2023, sancionada pelo governador Tarcísio de Freitas, tem efeito imediato e estabelece novas regras para o descarte do que é gerado em eventos públicos, privados ou público-privados, realizados em todo o estado, com benefícios ambientais, sociais e econômicos.

A lei determina que o gerenciamento de toda a cadeia – coleta, transbordo, transporte, tratamento e destinação final ambientalmente adequada – para shows, festivais musicais, festas regionais, campeonatos esportivos, congressos, feiras e afins, é de responsabilidade de organizadores, fornecedores e estabelecimentos. Além disso, estabelece que o processo deverá ser conduzido preferencialmente por cooperativas de catadores de material reciclável, o que amplia a cadeia econômica e abre espaço para a expansão desse tipo de serviço.

“Esses eventos, em geral, são grandes geradores de material reciclável, e a inclusão das cooperativas agrega um importante componente de sustentabilidade, porque elas sabem qual é a destinação adequada aos materiais”, avalia Evaldo Azevedo, coordenador de Resíduos Sólidos da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil).

A medida tem também caráter educacional ao atribuir aos organizadores, estabelecimentos e fornecedores a obrigatoriedade de informar e orientar os participantes sobre o descarte correto, em conjunto com as estratégias de divulgação do evento.

Plataforma

O Governo de SP conta com uma plataforma da Semil que contribui para subsidiar os municípios no planejamento da gestão de resíduos sólidos (coleta de lixo) e na gestão estadual na formulação de políticas públicas de apoio e otimização.

A participação de cada prefeitura é etapa obrigatória para a cidade ter acesso à fração de resíduos sólidos do ICMS Ambiental, o que é um importante incentivo para os municípios que desenvolvem ações de preservação ambiental, já que uma parcela do imposto retorna ao município. A inscrição é anual e feita por meio de formulário que permite o cálculo anual do Índice de Gestão de Resíduos (IGR) e do Índice de Resíduos Sólidos (IRS), que dá acesso ao benefício do ICMS Ambiental.

As estratégias vigentes e indicadas na nova lei complementam as Políticas Nacional e Estadual de Resíduos Sólidos, que definem requisitos e a obrigatoriedade de apresentação de plano de gerenciamento por parte dos organizadores dos eventos, já incluída a participação da cooperativa de catadores.

Centro Universitário de Adamantina: Compromisso com a Excelência no Ensino e Investimento Contínuo na Saúde

17/06/2024 18h11 Decisão do TJ-SP autoriza continuidade dos Internatos em São Carlos Por Jesana Lima O Centro Universitário de Adamantina reafirma seu compromisso com a

Junta de Serviço Militar de Adamantina informa que jovens de 18 anos devem fazer alistamento no mês de junho

17/06/2024 18h09 Prazo vai até o dia 30! A Junta de Serviço Militar de Adamantina informa que os jovens nascidos em 2006 e que completam

Prefeitura de Adamantina inaugura obra de infraestrutura urbana na vicinal Moysés Justino da Silva

17/06/2024 18h06 Solenidade acontece nesta terça-feira (18) a partir das 9h30 Ainda na programação de inaugurações em meio às comemorações pelos 75 anos de Adamantina,

00:00