Residência Multiprofissional forma primeira turma, recebe novos residentes e UniFAI inicia Residência Médica

06/03/2020 11h40

Solenidade histórica contou com a presença de autoridades civis e acadêmicas no Câmpus I

Por Daniel Torres

Esta segunda-feira, 2, foi um dia histórico para o Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) e para a Rede Municipal de Saúde: a primeira turma do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva e Atenção Básica concluiu o curso, novos residentes foram recebidos e teve início a Residência Médica.

Após dois anos inteiros de atividades intensas, as nutricionistas Aline Luiz da Silva e Daniele Aparecida Vasconcelos, o enfermeiro Jean Zanardo e os fisioterapeutas Raisler Alan Gomes e Tamara Gouveia chegaram ao fim do curso e se tornaram especialistas em Saúde Coletiva e Atenção Básica.

“É nossa primeira residência que incorpora profissionais na área da saúde. Foi um grande desafio, mas conseguimos formar essa primeira turma. Isto insere a UniFAI de forma mais intensa no sistema de saúde do Estado”, pontuou o reitor da UniFAI, Prof. Dr. Paulo Sergio da Silva.

“Foi um passo importante a Residência Multiprofissional, na qual esses 12 profissionais que estão atuando em nossa cidade tiveram a importante função de atender a população local. Para o município foi fantástico porque nos auxiliou na área da Saúde. A UniFAI foi audaciosa em criar essa Residência em 2015 e, agora, iniciando no ano de 2020 a Residência Medica, que irá contribuir na Atenção Básica de Adamantina. Temos certeza de que eles receberam uma ótima formação”, disse o prefeito Márcio Cardim (DEM).

Durante o evento, realizado no Câmpus I da UniFAI, os residentes concluintes apresentaram um resumo das atividades teóricas e práticas realizadas ao longo do curso e seus resultados.

“Foi importante participar dessa Residência porque eu cresci tanto profissionalmente quanto pessoalmente, através dos desafios que ela me trouxe, através do aprendizado de como funciona o setor e creio que isso vá agregar muito na minha profissão porque, aqui da região, eu sou o primeiro enfermeiro a ter um curso com esse peso e a gente vê que o campo está crescendo muito. Eu espero que as portas se abram porque agora tenho um diferencial que o mercado exige”, opinou Jean Zanardo.

A solenidade de conclusão da primeira turma (T1 2018) da Residência Multiprofissional da UniFAI contou com a presença do reitor da Instituição, do prefeito, do secretário municipal de Saúde Gustavo Taniguchi Rufino, do pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Prof. Dr. José Aparecido dos Santos, da coordenadora geral do programa Prof.ª Dra. Marisa Furtado Mozini Cardim, da coordenadora do programa de Residência Multiprofissional Prof.ª Ma. Dezolina Franciele Cardin Cardioli, das preceptoras Ilza Constantino, Nádia Cardoni , Patrícia Mochiuti e Raquel Berrocal, além dos residentes e demais convidados. Também esteve presente o coordenador geral do programa de Residência Médica da UniFAI Prof. Esp. Osmar de Oliveira Ramos.

“Quero enfatizar que este momento é um marco na história da UniFAI e de Adamantina, pois se conclui a primeira turma da Residência Multiprofissional e se inicia, além da turma nova da Multi, a primeira Residência Médica. Quando falo que é um marco histórico, digo no sentido de que UniFAI e Prefeitura têm cumprido com sua função Social é devida a importância da Saúde Coletiva e da Família, pois não adianta nada um município ter bons hospitais, bem equipados, escolas na área de saúde e não ter um Serviço Básico voltado a saúde coletiva bem estruturado”, destacou o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Dr. José Aparecido dos Santos.

“A Residência Multiprofissional me possibilitou um novo olhar sobre a saúde pública e a importância do trabalho em equipe. Nela tive a oportunidade de trabalhar com profissionais de diversas áreas, o que agregou muito ao meu conhecimento! Além do fato de enxergar o paciente por uma perspectiva mais ampla e humanizada, percebendo todos os caminhos que ele percorre na rede de saúde e observando que ele não é apenas um braço com dor ou uma perna com dificuldade de movimento. O paciente é um todo que precisa ser analisado sobre vários parâmetros! Saio muito satisfeita com mais esse ciclo concluído e espero que as falhas que encontramos durante o período sejam resolvidas, para que os próximos residentes aprendam cada vez mais”, complementou a fisioterapeuta Tamara Gouveia.

Residência Multiprofissional

O Programa de Residência Multiprofissional da UniFAI, ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e coordenado pela Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde (Coremu), é um curso de especialização (Pós-Graduação lato sensu) de 60 horas semanais (carga horária total de 5.760 horas), que atua nas modalidades de Nutrição, Enfermagem e Fisioterapia com a cessão de seis bolsas (sendo duas para cada modalidade profissional) provenientes do Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Educação (MEC) no valor de R$ 3.330,43 mensais cada, num período de 24 meses. A seleção dos residentes se dá via processo seletivo.

Esse programa é caracterizado por ensino em serviço, com orientação de profissionais de saúde e que tem por objetivo implementar políticas de saúde coletiva e atenção básica a partir da integração entre a Instituição de Ensino Superior e os serviços de saúde, visando ao cuidado integral à saúde das pessoas e da comunidade, com foco, ao mesmo tempo, na gestão e organização dos processos de trabalho, de acordo com os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

As atividades teóricas e práticas são desenvolvidas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF), Santa Casa de Adamantina, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e clínicas da UniFAI, numa parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.

“A Saúde, em si, avança muito rápido. Então, são cobradas dos enfermeiros atualizações, pós-graduações, até porque a gente sai cru da universidade e é exigida uma experiência de seis meses que muitos não têm, por serem recém-formados. A Residência é uma pós junto com a experiência de dois anos, trabalhando incessantemente”, revelou o enfermeiro Jean Zanardo.

Ao todo, 20{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501} da carga horária deve estar relacionada às atividades teóricas e 80{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501} às atividades práticas, com duração de dois anos. As profissões envolvidas são Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição.

Os residentes são divididos em duas equipes multiprofissionais com fisioterapeutas, nutricionistas e enfermeiros que atuam diretamente nas unidades de saúde, além dos atendimentos que realizam no Centro Integrado de Saúde (CIS) e Centro de Saúde. “Durante a Residência aprendemos a lidar com várias dificuldades e vimos a importância de se trabalhar com a equipe multiprofissional, uma vez que havia enfermeiros, fisioterapeutas e nutricionistas. A gente tratava o paciente de maneira integral, como um todo, e não de modo fragmentado”, emendou Zanardo.

Atualmente integram a segunda turma (T2) as enfermeiras Caroline de Oliveira Santos e Priscila Oliveira de Jesus, os fisioterapeutas Romy Buck Sonoda e Jéssica Ricardo Cova e as nutricionistas Talita de Almeida Bortolato e Thaíssa Fernanda Santos Domingues. Eles se formarão no início de 2021.

Nova turma

Durante o evento, foram apresentadas as residentes ingressantes em 2020 (T1 2020), sendo as fisioterapeutas Stéfany Rossi Jaccoud e Thamyres Pais De Souza, as enfermeiras Wérika Dos Santos e Thaís Trobetta Hosoume e as nutricionistas Adriele Simi Da Silva e Jéssica Balbi Prado. As atividades teóricas e práticas já tiveram início nesta semana.

A ideia é formar um profissional humanizado e resolutivo quanto às necessidades dos usuários do SUS, seja individual ou coletivamente, prestador de assistência à saúde da família e comunidade com olhar ampliado respeitando os princípios e diretrizes do SUS e com visão crítica da realidade e das condições de saúde.

“A Residência multiprofissional ampliou todo o meu olhar profissional. Foi através dela que consegui enxergar o quão o SUS é abrangente e resolutivo. O trabalho envolvendo várias profissões foi muito importante também, pois foi através dele que consegui analisar o paciente como um todo e também a agregação de inúmeros saberes. Tenho certeza de que a experiência adquirida irá refletir muito na minha vida profissional daqui para frente, pois sei que terei um olhar mais crítico e amplo sobre a saúde das pessoas. Espero que, daqui para frente, seja melhor reestruturada para auxiliar ainda mais a saúde da população adamantinense”, analisou a nutricionista Daniele Vasconcelos, formada na primeira turma.

Residência Médica

Teve início também nesta segunda-feira, 2, a Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da UniFAI.

A primeira residente é a médica Nathália Déo Gasparotto, que também passa a receber bolsa no valor de R$ 3.330,43 mensais, provenientes do Ministério da Saúde em parceria com o MEC. Um segundo profissional será admitido ao programa por processo seletivo.

Com isso, Adamantina contará com mais dois médicos, que atuarão sob supervisão de um preceptor local (médico especialista), atendendo em tempo integral a comunidade, promovendo a saúde, prevenindo doenças e realizando diagnóstico precoce e tratamento de doenças.

“Isto é um trabalho um tanto audacioso, pois antes de se formar a primeira turma de Medicina, já temos uma primeira Residência. A UniFAI, oferecendo residências, cumpre a função social de uma Instituição Pública Municipal”, comentou o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação.

A Residência Médica no Brasil é uma modalidade de ensino de Pós-Graduação destinada a médicos já formados, sob a forma de curso de especialização. Já o Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade se caracteriza pela atenção integral à saúde e por levar em consideração a inserção do paciente na família e na comunidade, tendo como objetivo promover a integralidade do cuidado, respeitando a singularidade de cada indivíduo.

 fotosDurante o evento, realizado no Câmpus I da UniFAI, os residentes concluintes apresentaram um resumo das atividades teóricas e práticas realizadas ao longo do curso e seus resultados
 fotosDaniel Torres

Diretora da Divisão de Comunicação:
Jesana Lima – MTb: 75.651/SP
Redação
Priscila Caldeira – MTb.: 8.148/PR
Daniel Torres – MTb: 51.540/SP
Residencia Multiprofissional_conclusao (1) Foto DestaqueResidencia Multiprofissional_conclusao (1)Residencia Multiprofissional_conclusao (2)Residencia Multiprofissional_conclusao (3)

Enfermagem faz recepção a ingressantes e veteranos para o ano letivo de 2024

23/02/2024 17h05 Atividade de acolhimento contou com apresentação da Cia. Multiverso Teatral, no miniauditório do bloco V Por Priscila Caldeira O curso de Enfermagem do

Prefeitura de Adamantina abre processo seletivo para contratação de estagiários

23/02/2024 17h01 Interessados devem efetivar a inscrição de 23 de fevereiro a 4 de março A Prefeitura de Adamantina, por meio da Secretaria de Administração,

Centro de Integração da Cidadania abre inscrições para profissionalização de motoristas

23/02/2024 16h59 Iniciativa visa proporcionar oportunidades para pessoas desempregadas que possuem CNH categoria B, C ou D Sex, 23/02/2024 – 11h29 | Do Portal do

00:00