Judicialização da saúde é tema de seminário promovido pela Frente Parlamentar em Apoio aos Consórcios Intermunicipais

27/11/2019 17h54

Com o objetivo de debater a saúde pública no Estado de São Paulo, e tentar diminuir os problemas dos municípios com a judicialização da saúde, a Frente Parlamentar em Apoio aos Consórcios Intermunicipais, coordenada pelo deputado Mauro Bragato, realizou na manhã desta terça-feira, 26/11, na Assembleia Legislativa de São Paulo, um seminário para falar sobre o Programa “Acessa SUS” criado para promover o uso racional de medicamentos e reintegrar os pacientes aos programas de assistência farmacêutica do SUS (Sistema Único de Saúde).

O programa tem como objetivo promover o uso racional de medicamentos e reintegrar os pacientes aos programas de assistência farmacêutica do SUS. Trata-se de parceria entre o Tribunal de Justiça do Estado, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública do Estado de São Paulo para estabelecer novos protocolos de fornecimento de medicamentos e insumos via ações judiciais.

De acordo com Bragato, o programa é uma ferramenta importante para que os municípios consigam organizar o fluxo de demandas que antes só era possível pela via judicial. “Os consórcios intermunicipais têm papel importante para impulsionar o programa, auxiliando as prefeituras a reorganizar seus postos de atendimento e expandir a lista de remédios no SUS”, disse.

O procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Poggio Smanio destacou a parceria entre o órgão com a Defensoria Pública Paulista para o sucesso do programa, e disse que com a melhoria da judicialização da área da saúde será possível racionalizar os gastos públicos. “Um terço do orçamento previsto para o setor era gasto na judicialização. Por isso, acredito na união dos esforços para diminuir essa demanda, e promover saúde de qualidade para a população”, disse.

Já a coordenadora do programa Acessa SUS e subprocuradora de Integração e Relações Externas do Ministéio Público, Lidia Passos, explicou que as dificuldades para a articulação política entre os níveis federativos e a complexidade da integração administrativa envolvida na operação do Sistema, determinaram uma intensificação exacerbada da judicialização do Direito à Saúde no Brasil. “Por isso, iniciamos um trabalho integrado para assegurar acesso universal e gratuito ao fornecimento de medicamentos e insumos e garantir a eficiência terapêutica”, disse.

Este sentimento de cooperação mútua está presente na Defensoria Pública, como explica o defensor Público Geral, Davi Eduardo Depiné Filho. Para ele, o programa trará mais agilidade para a população ter acesso aos medicamentos. “Queremos diminuir a burocracia para garantir mais qualidade de vida para a sociedade”, afirmou.

Desburocratizar para atender melhor os pacientes. Foi assim que o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, classificou o programa. “Precisamos trabalhar nessa integração do sistema do executivo e do judiciário para promover um atendimento mais ágil e de qualidade para a população”, disse.

Participaram do evento o presidente da Rede Nacional de Consórcios Públicos, Victor Borges, o presidente da do Conselho Deliberativo APM (Associação Paulista de Municípios), Vick Nholla, representando o presidente Carlos Cruz, o presidente da Uvesp (União dos Vereadores do Estado SP), Sebastião Misiara, o vice-presidente do Civap (Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema), e prefeito de Tarumâ, oscar Gozzi, o superintendente do Conisul (Consórcio Intermunicipal do Sul do Estado de Alagoas), Pedro Madeiro, o diretor da Fundação Konrad Adenauer e Oficina Municipal, José Mario Brasiliense, além de prefeitos e lideranças de diversos municípios paulistas.

Confira nos links abaixo as apresentações das duas palestras do seminário:

Confiram as apresentações do seminário nos links abaixo:

]8Programa Acessa SUS*: https://www.dropbox.com/s/mlspmi60mps9izq/Acessa{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501}20SUS2.pdf?dl=0&fbclid=IwAR2Qs8i2iaFwkET3Xdqh-ZZzSwc253SysVvSH4sJucBCUy4CbTgE6hix174

O Conisul 2019: https://www.dropbox.com/s/n5temn5cqfdp4pe/O{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501}20CONISUL{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501}202019{566cc9a385eb5c53176b33b2e5256920dc5e2831a279a8f78f8e371482bf4501}20SP.pdf?dl=0&fbclid=IwAR0hOAtRk2z1IEye_w-dGqFmj5UPpzgJCTlflH0j7yUIvN6wMoJL2RlVQK0

Assessoria de Imprensa

WhatsApp Image 2019 11 26 At 18.29.38 (1)WhatsApp Image 2019 11 26 At 18.29.38WhatsApp Image 2019 11 26 At 18.29.37WhatsApp Image 2019 11 26 At 18.29.38 (2)

Curso de Direito recebe alunos dos ensinos Fundamental e Médio de escola estadual de Lucélia

17/05/2024 16h46 Aproximadamente 60 alunos participaram da ação Por Jéssica Nakadaira Na manhã do último dia 10, sexta-feira, o curso de Direito do Centro Universitário

Prazo para negociar contas de luz em atraso termina nesta segunda-feira, 20

17/05/2024 16h42 Programa Desenrola Brasil, do governo federal, está oferecendo descontos de até 75% e condições de parcelamento sem entrada, em até 60 vezes   Termina

Seguro obrigatório voltará a ser pago em 2025

17/05/2024 16h39 Nova taxa prevê pagamento de serviços médicos a vítimas de acidentes Publicado em 17/05/2024 – 14:44 Por Fabíola Sinimbú – Repórter da Agência

00:00